Thursday, November 10, 2005

Sarko, Sarko, tu me fais du mal

Depois vão me dizer que eu estou de má vontade...

Quando o ministro do Interior, dois anos depois de se declarar contrário à "double peine" (expulsão de estrangeiros condenados por algum delito), pede para que os estrangeiros que foram presos durante as agitações nos subúrbios sejam expulsos, eu já acho incoerente. Até aí, tudo bem, afinal, quem sou eu pra entender de política e de coerência?
Mas depois a figura vem declarar: "quando se tem a honra de ter um visto de estadia, não é para ser preso por violência urbana".
Bah. Pensava que a França era Liberté, Egalité, Fraternité. Que a declaração dos direitos humanos tinha nascido aqui, aquela que diz que todos os homens nascem livres e iguais. Que a lei era a mesma para todos.
Também pensava que o estrangeiro que mora numa cité esquecida pelo governo, desempregado, sem perspectivas e ainda por cima discriminado por ser árabe ou negro e "alien" tinha tanto direito quanto um francês de estar meio chateado com a situação. Mas deve ser porque eu quero puxar a brasa para a minha sardinha.
Estou meio revoltada, mas honra é o c******.
E o cara ainda tem o apoio da população francesa. Isso sim desanima.

1 comment:

Celinho said...

Ja falei que pra mim ele tem cara de cozinheiro francês que faz pratos loucos com lesmas e acha que quem nao gosta do que ele faz na cozinha nao entende de comida.. Superbe!!
=)