Wednesday, November 12, 2008

Don't you worry a bit

Essa música eu descobri daquele jeito de antigamente: ouvi no rádio e adorei. So que não conseguia de jeito nenhum lembrar do nome do cantor nem do titulo da musica, e ja estava quase fazendo como antigamente e pegando o telefone para ligar pra radio (ou melhor, abrindo o e-mail para escrever para a radio, que sou antiquada mas nem tanto assim) quando por milagre encontrei. E uma dupla francesa chamada, Herman Düne. Achei a música linda, e encaixou tão bem com o que eu estou sentindo, que achei no Deezer, pus no repeat e já ouvi umas dez vezes, sem parar de chorar, e ja vou correndo comprar o CD Next Year in Ziom (não falei que sou antiquada?).
Escutaí:


Découvrez Herman Düne!

Saturday, November 08, 2008

E que estava tudo tão, dobradinho e arrumadinho... Que falta de imaginação ! Graças ao meu espírito artístico, ficou muuuuuito melhor. Não precisa agradecer, foi um prazer.

Sunday, October 26, 2008

Potatões

Esse foi o nome dado por maridón a essas batatas temperadas "fritas" (de forno), porque no McDo, elas se chamam Deluxe Potatoes. Ficou tão, TÃO bom que quase não deu tempo de tirar foto, essas aí eram as últimas sobreviventes no prato de maridón.

Potatões

Para 2 pessoas famélicas

800g de batatas pequenas

1 e 1/2 colheres (sopa) de óleo

2 colheres (chá) de farinha de trigo peneirada

herbes de Provence
páprica

pimenta em grão

alho em pó

sal


Preaquecer o forno a 210 graus.
Descascar as batatas (pode deixar a casca se as batatas forem novinhas e se o seu marido não tiver birra com casca de batata :-) ). Cortar cada uma no meio, no sentido de comprimento, e cada metade em 2 ou 3 pedaços, dependendo do tamanho da batata. O importante é que os pedaços fiquem de tamanho homogêneo. Colocar as batatas num tapoé grande que tenha tampa, juntar o óleo e os temperos. Tampar e chacoalhar dicumforça para o tempero pegar em todas as batatas. Abrir, polvilhar a farinha pelas batatas, fechar e chacoalhar bem de novo.
Espalhar as batatas numa assadeira untada ou coberta com papel manteiga, as batatas não devem ficar umas por cima das outras. Polvilhar com sal, e assar no forno quente durante cerca de 30 minutos, as batatas estão prontas quando estiverem bem douradinhas, e macias. Servir em seguida.

Pode caprichar nos temperos, principalmente nas ervinhas, é o que faz a diferença. O tipo de tempero fica a seu critério, pode variar à vontade!

Wednesday, October 01, 2008

It's not easy being green

Porque eu fico poota da veeda com a dificuldade em encontrar produtos de limpeza e cosméticos não testados em animais, aqui na França. Não sou muito fã de produtos do estilo "nozes de lavar roupa", que custam uma fortuna e na minha opinião não funcionam direito. No megaultrahipersupermercado que frequento, o maior da região, estão disponíveis DUAS marcas de produtos de limpeza ecológicos não testados em animais, se muito, e UMA marca de shampoos e sabonete (Le Petit Olivier, muito boa por sinal). Enjoa usar sempre a mesma coisa, e eu não tenho caixa para comprar todos os meus shampoos e sabonetes na Body Shop, na Lush ou na l'Occitane. E até tentei lavar a roupa com savon de Marseille, o sabão de coco daqui, e não deu muito certo. Esse negócio de proteger o planeta deve ser coisa pra gente rica.
Os americanos, os alemães e os ingleses estão anos-luz à frente da França no quesito ecologia e proteção dos animais, lá tem muito mais opção. It's not easy being ecochata in France :-D

Monday, August 25, 2008

Quem esplica ?

Pop-up que aparece ao abrir o site de renomada rede de livrarias do Brasil-il-il:


Alguém me esplica como é que a pessoa acertou o "explicando" para quebrar a cara dicumforça logo depois...

Saturday, August 16, 2008

A Madonna fez 50 anos. Sério, olhando assim ninguém diz. Vi uma porrada de clipes por conta disso, e gente, o Justin e o Pharrell Williams ficaram muito bocós nos clipes de 4 minutes e de Give it 2 me. Ou então é porque Madonna rockeia tanto nos clipes que quem está do lado, por comparação, fica com cara de bocó. Sério, não sou fã da Madge não, mas ela dá de 10 nesses moleques :-D
E eu até gostei de Give it 2 me.

Thursday, August 07, 2008

Parem o mundo que eu quero descer

Em Bonifacio, Córsega, um bebê de oito meses morreu antes de ontem. Como ? Dois adolescentes de 13 e 14 anos se divertiam jogando pedras no mar, do alto de um terraço, sem se preocupar com as pessoas que caminhavam logo abaixo deles. Pois é, uma das pedras que os moleques atiraram e que pesava um quilo, acertou a cabeça de um bebê lá em baixo, no colo da mãe. O bebê morreu na hora. Os dois meninos, que fugiram quando ouviram os gritos da mãe do bebê, já tinham levado uma bronca de uns turistas italianos que haviam pedido para eles pararem com a tal brincadeira perigosa. Não pararam, e deu nisso. O menino que atirou a pedra pode pegar 20 anos de cadeia, aos 13 anos.
Estou chocada com essa história, tive até pesadelos com isso. Não gosto nem de imaginar o horror vivido pela mãe do bebê, mas também pelos pais da criança que fez isso, aliás, não gosto de imaginar o que passa pela cabeça dessa criança agora.
Pode ser impressão minha, mas acho que esse verão está cheio de desgraças envolvendo crianças... Sinceramente, estou começando a achar que o melhor é não ouvir rádio, não ler jornal, só ligar a TV para ver o House e fazer de conta que o mundo lá fora não existe.

Friday, August 01, 2008

Mil folhas de berinjela e ricota

Fiz ontem, e quero fazer de novo hoje, de tão bom que ficou :-)

Para 2 pessoas

1 berinjela média
90g de ricota cremosa
1/2 colher de chá de
tapenade
(ou 2 azeitonas pretas)
azeite de oliva
10 folhas de manjericão
tomates cereja
sal


Corte a berinjela em rodelas de 1/2 cm de espessura. Polvilhe com sal. Pincele azeite dos dois lados de cada rodela (ou use um
spray de óleo, meu mais novo brinquedo, mas o meu custou oito eurinhos...) e frite num grill ou numa frigideira quente. As fatias devem ficar bem douradas.
Misture a ricota, a tapenade (ou passe a ricota e as azeitonas no processador) e 6 folhas de manjericão picadinhas. Acerte o sal, com cuidado pois a berinjela é salgada, assim como a tapenade ou as azeitonas.
Monte o mil-folhas no prato: alterne fatias de berinjela e ricota, começando pelas fatias maiores na base e terminando pelas menores. Decore com folhas de manjericão e tomates cereja cortados em fatias. Fica uma delícia de entrada, com pão e uma salada verde, ou como eu fiz, para acompanhar ave ou peixe.

Thursday, July 17, 2008

Harry...

No começo do verão, houve polêmica quando anunciaram que o apresentador do jornal das 8 da TF1, Patrick Poivre d'Arvor, (o popular PPDA) havia sido demitido. Como se de um dia para outro demitissem o Cid Moreira sem explicações. Demitiram o cara por SMS, olha que coisa deprê.
Muitas especulações, gente dizendo que o próprio presidente tinha pressionado para que PPDA fosse demitido... Em setembro, depois das férias, o jornal vai ser apresentado pela jornalista
Laurence Ferrari.

Nada contra a moça, mas porque não deram um contrato permanente para o apresentador "substituto" Harry Roselmack, que infelizmente só aparece durante as férias e feriados???


A mulherada virava telespectadora fiel da TF1 no ato, não virava? :-D

Wednesday, July 16, 2008

Motivo 1445297708 pelo qual eu amo o meu marido

Semana passada, eu perdi um anel que eu adorava num shopping em Portugal. Fui lavar as mãos no banheiro, esqueci o anel do lado da pia e alguém deve ter achado, e em vez de levar no Achados e Perdidos do shopping ficou com o meu lindo anel.

Marido, escondido, procurou até achar a referência do anel, achou a loja da Pilgrim em Paris (eu nem sabia que tinha loja aqui), encomendou o anel que é da coleção passada, e à meia-noite e dois minutos de hoje, me deu de presente de aniversário o canhoto da encomenda, que ainda vai demorar umas duas semanas para chegar.

Vou começar a acreditar em vidas passadas, porque eu não consigo ver o que eu fiz de tão bom nessa para merecer que um homem assim tenha concordado em viver comigo para sempre.

Te amo, Marcelo. Sempre e para sempre. Obrigada, meu amor.

Wednesday, July 02, 2008

Leiam, leiam, leiam

Persépolis. Leiam em francês se forem do francês, em português se forem do português, mas leiam. O filme é bom, mas a BD é tão, tão melhor.
E depois leiam Pyonyang, mas não me contem porque eu ainda não li !

Tuesday, June 10, 2008

Novo vício



Estelle e Kanye West, ouvi no rádio e gostei bastante, e gruda quinem chiclete.

Saturday, May 31, 2008

Pam pam ram paaaaaaaaam

Pam paraaaaam
Pam parampaaaaaaaaaaam
pam param pam pam !!!!


Maridón e eu fomos ver o Indy, e adorei. Me empolguei, dei risada, achei o Indy bem inteiraço para a idade dele, sem excessos de botox. Até o ator com o nome mais esquisito, o Shia LeBeouf, se garantiu marromeno.
A história é completamente absurda (a parte das
formigas canibais é hilária) mas quem quer verossimilhança que assista noticiário, this is entertainment, é praticamente um desenho animado com atores. Já faz dezenove anos (good God) que assisti Indiana Jones e a Ultima Cruzada dublado em italiano, num cinema em Roma cheio de pirralhos, e ontem à noite me senti com 10 anos de idade outra vez.

Qual foi o melhor Indiana Jones? Queria rever todos para escolher, mas acho que é o terceiro. E vocês?

Friday, May 30, 2008

Meus CDs

Brinquedinho altamente viciante, que vi no I don't mind a rainy day. Especialmente viciante em um dia em que não tem nada pra fazer na firrrrrrma...

1) acesse http://en.wikipedia.org/wiki/Special:Random - o título da primeira página aleatória que aparecer será o nome da sua banda.

2) vá pra http://www.quotationspage.com/random.php3 - as últimas quatro palavras da última frase da página formarão o título do seu disco.

3) acesse http://www.flickr.com/explore/interesting/7days/ - a terceira foto, não importa qual seja, será a capa do seu disco.

Não consegui fazer só uma, midiverti horrores! Sério, será que é assim que o povo faz as capas dos CDs? Devia ser, porque ficam muito melhores do que muita coisa que se vê por aí:


Metric Outer Measure me parece um nome excelente para uma banda, tipo System of a Down.

CD de rock cristão ?

My personal favorite, quero muito fundar uma banda chamada Ranulf of Wareham.

Wednesday, May 28, 2008

Citação do magavilhoso Hugh Laurie tirada do IMDB:

[on what he misses about England] The buildings and the cruelty. They're very harsh people, the British: hard to impress, very tough on each other, but I rather like that. It's not that the British are more honest - you're just under no illusion with them. L.A. runs on optimism, enthusiasm and flattery. I think you can go a little bit crazy. I've heard people say there's a limit to the number of years you can stay in this city without going slightly mad. It's just too damn sunny in every dimension - weather-wise, socially and professionally.

O que ele diz sobre os ingleses e Los Angeles é bem parecido com o que eu penso sobre os franceses e o Brasil. Na França você é criado desde pequenininho na base da crítica (construtiva ou não) , da paulada moral e do elogio dissimulado. Por exemplo, quando eu estava na escola, muitos, senão todos os professores não davam nota máxima, porque diziam que a perfeição não existe. Claro, você podia tirar nota máxima num ditado ou em exercícios de matemática, porque não tem nada subjetivo: você sabe escrever tal palavra ou não sabe, a resposta do exercício está certa ou não está. Mas numa redação, numa dissertação de história, numa prova de geografia, 20 era coisa raríssima. Um bom resultado é muitas vezes saudado com um "pas mal!" ou, mais enfaticamente, com um "pas mal du tout!". Estranhei bastante as provas na aula de inglês, nas quais os professores brasileiros colocavam desenhos de sorrisos, sóis e estrelinhas, e montes de "muito bom!". Eu era boa aluna, até bem nerd, e mesmo assim um "excelente" era coisa muito rara nas minhas provas. Não é raro a nota mais alta de uma turma ser um 14/20.
Os críticos de arte, cinema, etc., são realmente críticos, aqui o que mais tem na televisão e no rádio são programas de debate, com críticos e convidados, e o pau come mesmo na frente do convidado que veio tentar vender seu disco/livro/filme/whatever. E isso em qualquer canal, em qualquer horário. Não é aquela conversinha merchã puxa-saco de Jossuares.
Não esou dizendo que não exista o otimismo e o entusiasmo oco na França, nem que não exista gente rigorosa e crítica no Brasil. Só estou dando uma opinião subjetiva do que eu vivi.
Os franceses são muito duros, com eles próprios e com os outros. Para o bem e para o mal. E no final das contas, como o caro Hugh, I rather like that. Apesar de sentir muita falta do calor humano, da flexibilidade e do carinho fácil que se vêem muito mais no Brasil...

Monday, May 26, 2008

Vim aqui desabafar, porque estou sozinha em casa tentando limpar essa casa, e estou a mais ou menos 2 milímetros de gastar o dinheiro que eu tenho e o que eu não tenho para mudar o carpete de uma casa que nem é minha.
O que diabos passou pela cabeça da dona do apê, colocar essa mer*da da po*rra do cara*lho da bos*ta do ca*zzo de carpete de fibra de coco nos quartos, que além de ser feio, espetar o pé, juntar poeira feito um disgramado da muléstia nessas frestinhas, tanto que tenho que passar quase uma hora por quarto com o aspirador, foi tão mal colado que ondulou todo, agora tá dando traça. Traças que no já comeram as 3 melhores blusas de lã que eu tinha, da Esprit e da Gap (as blusas de lã porcarias da H&M, todas deformadas, ficaram intactas, que as traças francesas têm bom gosto). Poota que o pareeu, viu? Espero que maridón chegue logo, antes que eu arranje um crediário-carpete e me endivide até o pescoço, só para não ter que ficar de joelhos no carpete, aspirando cada frestinha.

Friday, May 23, 2008

Esse vídeo é hilário, mostra a que ponto o que rola no Facebook é absurdo, se a gente parar para pensar. Sim, eu estou no Facebook, somehow, e não sei (nem quero aprender, pelamordedeus que tanta coisa não cabe mais na minha cabeça) como se usa aquilo, acho esquisitíssimo o que acontece por lá, entre gadgets, widgets e perda total de privacidade (Allow numseique to access my information??? Como assim, meu Deus?). Completamente inadaptada para esse mundo mudjerno, essa sou eu.

Adoooooro:

"Pooooooooooooke!"


ROOOOOOOOOOOOOOAAAAAARRRRR

Thursday, May 22, 2008

De la sincérité, oui, de la vraie !

Bão, esse vídeo vale só para os francófonos, désolée ! Inclusive porque o cara fala rápido pra caramba, é impressionante.

O grupo Action Discrète fez um falso telejornal, no qual um falso secretário de Estado em relações exteriores dá a pilôra e começa a falar tudo o que ele pensa sobre boicotar os jogos olímpicos, a China e o Tibet, etc. Ou seja, o que aconteceria se certos políticos falassem MESMO o que pensam. Hilário.

http://fr.youtube.com/watch?v=yFBdIg49ykg&feature=related

(não estou conseguindo colocar vídeos aqui, saco)

Tuesday, May 20, 2008

Iogurte do ruim

Eis um iogurte de morango que desandou dicumforça. Segui as instruções à risca: cozinhei os morangos durante 10 minutos com açúcar antes de usar, e mesmo assim não prestou. Mas os outros sabores (coco e biscoito de novo, our very favorite so far) não seguiram esse péssimo exemplo e ficaram bonitinhos e cremosos...




Sunday, May 18, 2008

Iogurte do bão!

Pronto, comprei uma iogurteira, a Severina. Estava querendo uma há tempos, maridón é um iogurtívoro voraz e os iogurtes industrializados estão pela hora da morte... Meu lado sovina chora quando compro 4 potinhos de iogurte cheio de aditivos por 1,90 €. Além do mais, eu sou enjoadíssima para iogurte, não gosto de quase nenhum. Aí fui parar nesse blog, e pirei. Iogurte de pain d'épice, de M&Ms, de coco, de leite condensado, de flores, de biscoito... Pesquisei e comprei a Severina, que foi baratinha (até mais barata do que as usadas do Ebay).
Aí estreei a bicha com iogurte de biscoito:

Na verdade ficou mais uma sobremesa do que um iogurte, de tão cremoso. A receita é a da Samania, um pouco modificada (1 litro de leite integral, 1 iogurte natural, 1 pote de iogurte de leite em pó, açúcar e meio pacote de biscoito Petit Brun, tudo batido no liquidificador). E aí é colocar os potinhos na iogurteira e deixar lá entre 6 e 12 horas (eu deixo 10 horas), e depois geladeira. Delíiiiiiicia. Isso foi antes de ontem, o iogurte ficou pronto ontem de manhã (7 potes grandes) e hoje só sobrou um :-D.
Ontem quis testar o semidesnatado, fiz 4 iogurtes: 2 de baunilha e 2 de coco. A base sempre a mesma, 1 l de leite, 1 iogurte natural, a medida de 1 pote de iogurte de leite em pó (na hora de fazer a leva de iogurtes, basta fazer 1 iogurte natural para a próxima leva, e os outros 6 do sabor que preferir), com açúcar baunilhado e coco ralado, nos de coco.
O teste deu certo, ficaram firmes e bem cremosos, não tanto quanto os de biscoito mas acho que é normal, o biscoito batido "engrossou" o iogurte...

Maridón acabou de dizer aqui que quer almoçar e jantar iogurte agora, então acho que deu certo. :-D Muito facil de fazer, econômico e uma delícia, dá pra variar e sair dos eternos iogurtes de morango e de damasco :-)

Friday, May 02, 2008

Purê de ervilha partida com cominho

A Re pediu receitas de sopas, mas ainda não achei nenhuma que me animasse... A não ser a de abóbora, mas essa é bem facinha né?

Re, vc cozinha ou assa a abobora com casca, tira a polpa com uma colher (descascar abobora crua é um saco), leva ao fogo com um pouquim de agua ou de leite, caldo de galinha/legumes e um pouquinho de échalote refogada no óleo, se quiser. Uma pitadinha de cominho, mixer ou liquidificador e voilà! Se ficar espessa demais, é so diluir com mais agua ou leite. Aí vc serve bem quentinha com uma colher de creme de leite no centro de cada prato, ou uma fatia de bacon bem crocante. :-)

O purê de ervilha partida é um ótimo acompanhamento para frango ou peixe, é uma boa alternativa para o purê de batata... Nada contra, mas é bom variar, né? Fica verdinho e é uma delícia!

Purê de ervilha partida

1 copo de ervilha partida
1 cebola pequena picadinha
1 colher de óleo vegetal
1 cubo de caldo de legumes (ou de bacon)
2 polenguinhos
leite
creme de leite
cominho

Lave a ervilha partida numa peneira. Refogue a cebola picadinha na panela de pressão, ou numa panela normal. Quando ficar transparente, jogue a ervilha partida.
E aí é que complica. Para cozinhar a ervilha partida na pressão, eu usei mais ou menos 4 copos de água para 1 copo de ervilha. O tempo de cozimento foi de 20 minutos, contando a partir do apito da panela de pressão. O problema foi que grudou no fundo da panela... Acho que o macete é manter o fogo baixo.
Na panela normal, vai pelo menos uma hora e meia de cozimento na panela tampada. Se você tiver tempo, vá em frente, é mais fácil controlar o cozimento.

Quando estiver bem macia, deixe evaporar o resto da água, se houver, cozinhando com a panela destampada e mexendo de vez em quando. Adicione o polenguinho e vá amassando com um garfo. Se ficar muito duro, dissolva com um pouco de leite ou de creme de leite. Quando ficar bem cremoso, coloque uma pitada de cominho, acerte o sal e voilà!

Eu confesso que ultimamente andei roubando: em vez de cozinhar a ervilha partida, compro o purê congelado já pronto e só tempero. Se vc encontrar, vai na fé que vale a pena.

Tuesday, April 29, 2008

Moqueca capixaba

Esse final de semana resolvi fazer uma moqueca. Capixaba, porque não gosto de dendê... E ficou uma delícia! Fiz com filé, porque era o que eu tinha em casa, mas o tradicional é com postas. Como ficar catando espinho de peixe é um porre, só uso as postas se o peixe valer mesmo a pena (fresquinho, pescado na hora...) :-)

Para 4 a 6 pessoas, dependendo da fome!

1 kg de peixe em postas ou em filés (o peixe tem que ser firme e não muito espinhento)
1 cebola grande
6 tomates grandes/8 a 10 pequenos
3 dentes de alho
1 maço de cebolinha
1 maço de coentro
sal
Suco de 1 limão
1 colher (sopa) de urucum
2 colheres (sopa) de óleo
3 colheres (sopa) de azeite
Pimentas a gosto (eu usei 4 pimentas de Caiena desidratadas)

Tempere o peixe com sal e limão.
Corte a cebola e os tomates em rodelas.
Pique o coentro e a cebolinha.

Numa panela (o ideal é a panela de barro baixa e larga. Eu não tenho, usei a Le Creuset de ferro que a Re me deu e ficou tetéia), aqueça o óleo. Refogue os 3 dentes de alho amassados com a pimenta. Após um minuto, acrescente um pouco da cebola cortada (mais ou menos 1/3) e refogue até ficar transparente. Aí coloque o peixe, sem sobrepor os pedaços, cubra com coentro e cebolinha, tomate e cebola. Se não couber tudo na panela, faça uma segunda camada de peixe, coentro e cebolinha, tomate e cebola, nessa ordem. Dissolva o urucum no azeite e despeje por cima. Tampe e cozinhe no fogo médio por 25 minutos mais ou menos. O importante é não mexer, só sacudir um pouco a panela de vez em quando para incorporar tudo (prove e acerte o sal se for necessario), e para o peixe não grudar no fundo... Termine o cozimento durante 5 minutos com a panela aberta. Sirva bem quente.
Eu servi com pirão, arroz branco e purê de abóbora.

Pirão facim

2 xícaras do caldo da moqueca
1 xícara de água
4 colheres de cebola picadinha
farinha de mandioca
1 colher (sopa) de azeite
cebolinha
coentro
sal

Refogue bem a cebola no azeite. Quando começar a dourar, acrescente o caldo e a água. No fogo baixo, vá acrescentando a farinha de mandioca aos poucos, mexendo sempre até ficar cremoso (é no olhômetro mesmo, eu gosto do pirão mais durinho então coloco mais). Cuidado que borbulha e espirra! Quando estiver cremoso, tire do fogo, acrescente cebolinha e coentro a gosto, acerte o sal e sirva bem quente.

Friday, March 14, 2008

Será que é grave eu assistir a uma entrevista do NTM, recém-reunited, na Boîte à questions, e achar os caras engraçados e inteligentes? é, né?
Não deu pra colocar o link porque foi hoje o programa, amanhã eu coloco se eu lembrar. Porque who cares, né mermo?

Tuesday, March 11, 2008

Rigor escandinavo my a**

Domingo, marido e eu encomendamos um móvel no site da Ikea. Tudo OK, data de entrega prevista: 18 de março (dados indicativos, pode ser dia 19, 20, porraí né?).
Hoje, terça-feira, como recebi DUAS confirmações de encomenda, entrei no chat da Ikea para ver de qual é. Pelo jeito registraram duas vezes a minha encomenda, aí anularam uma e bloquearam a outra. Ou seja, se eu não tivesse entrado em contato com eles, ia chegar o verão e nada do meu lindo móvel de cozinha. A atendente disse que entrou com o processo para desbloquear a encomenda, entrariam em contato comigo em 24 horas. Pra que esperar 24 horas, meu Deus, eu estava em contato com ela NAQUELE INSTANTE, não podia desbloquear ali? Resultado, se tudo der certo, ainda atrasam a entrega do meu móvel, porque apesar do erro ser deles, quem paga o pato é o consumidor. Coisa comum por aqui, aliás, não existe um Procon que dê medo nos comerciantes, esse papo do cliente ter sempre razão nunca pegou por aqui. Mas esperava mais da Ikea, não o padrão francês de atendimento ao cliente que é MUITO pior do que o padrão brasileiro. Por increça que parível.
Desabaphei.

Sunday, February 10, 2008

Here comes the sun...

Parece pegadinha: sol incondicional, no país inteiro? DEZ GRAUS de calorão em Paris? Licença que eu vou lá aproveitar para renovar o estoque de vitamina D, vai que o encarregado celestial da meteorologia na França cai em si e taca mais duas semanas de chuva e vento a 90 km/hora na gente...

Thursday, February 07, 2008

过年好 !

Ainda bem que a China nos dá uma oportunidade para o ano começar de novo, porque 2008 não começou lá muito bem. Felicidade e prosperidade para todos nós, e que o Rato seja mais camarada do que o Porco...

Monday, February 04, 2008

Fuetos

Fiz um Flickr. Vamos ver por quanto tempo, né? :-)

Shuffle

Agora que eu tenho um sucedâneo de Ipod, já dá pra fazer a brincadeira: coloca no Shuffle (pode ser o Winamp também :-D) e anota o que tocar, sem roubar. Não sei vocês, mas pra mim sempre aparece alguma coisa assim meio constrangedora :-D Mas eu assumo. Como só comecei a usar meu MP3 ontem e fiquei com preguiça de converter meus CDs, ainda não tem muita coisa, e também fui colocando sem critério (ahahahaha, olha a desculpa!), então não é muito representativo.

1 - Queen - Love of my Life (Live in Rio) [Eu AMO Queen, uma das raríssimas bandas que eu amo assim, quase tietagem mesmo, sem contar os New Kids on the Block quando eu tinha 11 anos. E essas gravações do Rock in Rio me emocionam sempre. Como é que é, saudades de uma coisa que você nunca viveu?]
2 - Martha & The Vandellas - Love is like a Heat Wave
3 - Demônios da Garoa- Samba do Arnesto [Adoooooooouro]
4 - Elis Regina - Eu sei que vou te amar [Na verdade não gosto muito dessa versão, mas taí... gosto mais da do Caetano. Pronto, falei.]
5 - Los Rabanes - Señorita me gusta su style [dance like nobody's watching]
6 - Ella Fitzgerald and Louis Armstrong - They All laughed
7 - Paralamas do Sucesso - Alagados
8 - Inimigos do Rei - Uma barata chamada Kafka [Sim, e também tenho o outro hit Adelaide, e outros artistas de renome dos anos 80, como Herva Doce,
9 - Raul Seixas - Rock do Diabo

10 - Elton John - I'm Still Standing [Essa era a minha música preferida, quando eu dei a louca e tentei gostar de correr. Continuo detestando correr sem necessidade, mas a música ainda é a preferida, no volume máximo, durante as faxinas dominicais]

E vocês?


Thursday, January 31, 2008

Message in a bottle

Uma pessoa muito, muito sábia disse: "só gostar de quem gosta de mim", e acho que essa vai ser a minha decisão para 2008. Uma das, né. Porque cara, tem momentos na vida em que a gente pára, olha para tudo o que a pessoa já aprontou, e aí, quando vê, está tentando decidir: é piração ou mau-caratismo? O que é uma dúvida péssima, porque qualquer uma das respostas é horrível. Mas o que dói mais nem é a minha própria mágoa, ou a minha preocupação; é ver quem eu mais amo no mundo triste e preocupado também.
Já perdoei muita coisa de muita gente, e já fui perdoada, claro... mas não tolero mais ingratidão, injustiça. Não estou falando de "ah, Fulano nem agradeceu o presente que eu dei, que ingrato!", estou falando de ingratidão de verdade, daquela que retribui o bem com o mal. E não, não é ingratidão comigo (quoique), é com pessoas amadas. E aí é ainda pior, agora quando é comigo eu mando à merda e pronto, que já não tenho mais paciência para ser feita de idiota. Fool me once, shame on you. Fool me twice, shame on me, né? Então, enough shame for Carol.
O que ainda dói é ver a tristeza de quem não quer desistir.

Tuesday, January 08, 2008

Momento chata pacaramba descontrol

Não dá pra Globo parar de chamar os participantes do Bebebê de brothers e sisters? Afinal, o Big Brother é o que vigia, e não os vigiados. BIG BROTHER IS WATCHING YOU, lembra não? Sejamos puristas, e chamemos o povo de Winstons e Julias, :-D

Pronto, passou.

Friday, January 04, 2008

Fala sério!

Li uma notícia da AFP e num güentei. Diz que Em Paris, José Bové, militante anti OGM, e mais quinze militantes entraram em greve de fome ontem. A ação é pela proibição da cultura de milho transgênico na França. Pelo menos foi o que eu entendi.
Bem, se milho transgênico é ou não saudável, cada um pensa o que quer. Mas essa parte do artigo está ótima:

"Outre ces 15 grévistes à Paris, "d'autres personnes se sont engagées à observer des grèves de la faim tournantes sur des périodes courtes en province", a précisé José Bové".

Mal e porcamente traduzido: "Além dos 15 grevistas em Paris, "outras pessoas se comprometeram a fazer greves de fome rotativas durante períodos curtos, no resto do país", indicou José Bové.

Greve de fome rotativa, durante períodos curtos? O que vem a ser isso, algo do tipo "ah, hoje vamos jantar cedo, porque hoje à noite tenho que fazer greve de fome... amanhã é a vez do pessoal da cidade vizinha"????
Tá, imagino que não seja exatamente assim, mas gente, que impacto uma ação dessas pode ter? Minha opinião sobre os métodos do José Bové já não era das melhores, agora então... Cadê o Bussunda? Tá faltando alguém para dizer para o José: "Fala sério, aí"!