Tuesday, August 23, 2005

Post-desabafo


Coisas que me irritam :

- Anglicismos idiotas : « ao atingir o solo, a máquina irá parar » ; o horror, o horror;
- Gerundismo desenfreado : « Queira aguardar. Nosso engenheiro de campo vai estar enviando o software nos próximos dias ». Essa é uma das piores. Eu vou estar odiando o paspalho que escreveu isso e espero que ele vai estar encontrando um pombo com disenteria empoleirado em cima da cabeça dele nas próximas horas;

- Pessoas que simplesmente decidiram que acentos, cedilhas, pontuação e letras maiúsculas são coisa supérflua.

Friday, August 19, 2005

Fotografia

Fotografia
Juanes - Duo com Nelly Furtado

Cada vez que yo me voy llevo a un lado de mi piel
Tus fotografías para verlas cada vez
Que tu ausencia me devora entero el corazón
Y yo no tengo remedio más que amarte
Y en la distancia te puedo ver
Cuando tus fotos me siento a ver
Y en las estrellas tus ojos ver
Cuando tus fotos me siento a ver
Cada vez que te busco te vas
Y cada vez que te llamo no estás
Es por eso que debo decir que tú sólo en mis fotos estás
Cuando hay un abismo desnudo
Que se opone entre los dos
Yo me valgo del recuerdo
Taciturno de tu voz
Y de nuevo siento enfermo este corazón
Que no le queda remedio más que amarte
Cada vez que te busco te vas
Y cada vez que te llamo no estás
Es por eso que debo decir que tú sólo en mis fotos estás

Wednesday, August 17, 2005

Sem Titulo

É claro que qualquer texto, foto, artigo, letra de música, link ou referência que eu postar aqui não chegou aqui por acaso. Afinal, se trata de escolha... porque hoje ao invés de tal letra do Djavan eu postei uma tira do Henfil? Porque resolvi falar de um filme ao invés de falar de amor, de paixão, de ódio, dessas coisas que fazem o mundo girar e as editoras lucrarem ? Porque postar em inglês, francês ou português? nada acontece por acaso, tudo é subconsciente, ou em alguns casos, consciente mesmo. 2 anos de psicologia deixam seqüelas.

Essa embromação toda só significa uma coisa: apesar de não usar esse espaço pra falar da minha vida, toda escolha que eu fizer, bem ou mal, significa algo.


Apesar de exercer uma profissão que depende da palavra escrita, não crio, não sou escritora, redatora ou jornalista. Tento transmitir as idéias dos outros da maneira mais fiel e respeitosa possível. Como dizia um professor meu: "o melhor tradutor é o que não se vê". E minha motivação: “Ecrire, c'est une façon de parler sans être interrompu (Jules Renard)”. (Escrever, é uma maneira de falar sem ser interrompido).

Tuesday, August 16, 2005

Caderno novo

Trem de subúrbio, 8h15 da manhã:

- Olá, gata, meu nome é Manuel e sou assistente em comunicação, e você?
- Eu não.

Não é pra aplaudir?