Thursday, November 24, 2005

Bruce Banner, hold on!

Eu estou com a maior vontade de escrever um post-desabafo aqui. Envolvendo construtoras portuguesas, e a confirmação, hoje, de que eu não joguei pedra na cruz não. Joguei mesmo foi o Grand Canyon.

Mas não vou. A crente de trança que é o meu superego está esgotando suas forças para segurar a harpia high on Red Bull que é o meu id, mas já mandou avisar que daqui a pouco não se responsabiliza.

Mas tudo bem. Como diria meu sábio primo Pickle: "Podia ser pior. Podia estar chovendo."

Aliás, pensamento paralelo: como vários personagens de ficção, o Hulk pode facilmente ser reduzido à mais simplista simbologia psicanalítica. Assim como o Super-Homem é o herói fálico por excelência, voador, indestrutível e cheio dos poderes, o Hulk é o id liberado do superego, assim como o Mr. Hyde. Um concentrado de pulsões sem nenhuma censura. Eu avisei, aqueles dois anos de psicologia não caíram bem...

No comments: