Tuesday, October 30, 2007

Nutty !

Eu não como amendoim. Quer dizer, não é que eu deteste, mas basta eu comer uma paçoquinha para ficar empolada... De vez em quando não aguento e como uma canjica, mas normalmente fujo do amendoim como o diabo foge da cruz. Em compensação, adoooooooro todos os outros frutos secos: nozes, avelãs, castanhas do Pará, pecan, macadamia, pistaches, avelãs e principalmente, ai ai ai, a castanha de caju. O problema sendo que essas delícias são caras e calóricas... se bem que são saudáveis, consumidas com moderação.
Anfã. Minha ex-roommate natureba tinha uns potinhos na geladeira, que ela deixou quando foi embora. "Purê de amêndoas" e "purê de avelãs"? Hmmmm, sei não. Essas embalagens orgânicas não são muito atraentes, estamos tão acostumados com embalagens multicoloridas e design... Como estavam ali e eu não ia deixar estragar aquilo, resolvi experimentar.

Gente, que coisa mais deliciosa! Gostei tanto que, encorajada por amado marido, passei no supermercado bio e comprei um pote de "purê de castanha de caju"... Agora sério, a embalagem não é deprimente?
A consistência de cada uma dessas "manteigas" (porque na verdade é parecido com manteiga de amendoim, mas não leva óleo, nem açúcar, nem sal) é diferente: a de avelãs é é uma pasta escura e granulosa, com um sabor acentuado e um travinho amargo; a de amêndoas é bem clarinha, suave e molinha, é a mais neutra... Mas acho que isso é porque é manteiga de amêndoas não tostadas. A de castanha de caju é mais firme e lisa, mais densa... e é uma delícia, quase doce. Disparada a minha preferida.

O que fazer com elas? o pessoal vegan usa para fazer leite vegetal, diluindo um pouco da manteiga em água. Eu não sou vegan, e ainda estou descobrindo... sei que dá para usar em várias receitas, substituindo a manteiga de amendoim, mas ainda não experimentei. O que eu já fiz:

- Nut-tella: metade manteiga de amêndoas, metade manteiga de avelãs, açúcar ou adoçante a gosto. Depois de misturar tudo muito bem, passo no pão torrado e mando ver. Marido também adorou. Da próxima vez vou colocar chocolate em pó.
- Manteiga de castanha de caju no pão. That one speaks for itself...
- temperei um filé de peixe, com limão, sal, pimenta do reino e cebolinha. Deixei marinar e depois cozinhei no vapor, dentro da papillote (embrulhado em papel manteiga ou papel aluminio) com um pouco de cenoura ralada e cogumelos, e passei a manteiga de caju por cima.
-Fiz uma farofinha com farinha de rosca, manteiga de caju e sal e coloquei por cima de um filé de peixe (pode ser frango também) que fiz ao forno.
- fiz a mesma farofinha, so que com açúcar em vez de sal, e marido e eu comemos de colher.
- uma colher (sopa) de manteiga de avelã no bolo de chocolate dá um sabor maravilhoso.


Bem, a uilização principal é mesmo para passar no pão... em tempos de luta contra o colesterol, foram descobertas muito bem-vindas! E se quiserem experimentar e não acharem pronta, da pra fazer... basta colocar os frutos secos que escolher (sem sal, tostadas ou não) no copo de um liquidificador ou de um processador, bater durante 30 segundos, desligar para juntar os pedaços que grudarem no copo, e começar de novo, 30 segundos de cada vez, até dar consistência. Estou doida para ver se da certo com pistache!

2 comments:

Celinho said...

Provado e aprovado com o selo de controle de qualidade marIDO 2001..
Pra mostrar que coisas naturais nem sempre sao monotonas, apesar da embalagem demodé..rs
Beijos!

Clarice said...

Vocês têm noção de que estamos começando a mostrar a pele para o sol e que a boca mastigou mais do que deveria durante o frio? Que tortura!
Deve ser uma delícia cada uma dessas receitas. Eu cá faço extravagâncias com salmão tostado com amêndoas doces na manteiga. Uma vez por ano, no máximo!
Servidos?