Monday, November 20, 2006

Diga-me o que (não) comes...

Roubei da Lígia, que leu o que Jeffrey Steingarten não comeria nem por um decreto, e fez a lista dela. Eu não me considero chata para comer, mas tenho alguns nojos irredutíveis. Mas a minha lista é muito, muito parecida com a sua, Lígia! E pra completar, fiz uma lista das coisas que dão nojo em muita gente, mas que eu encaro, muitas vezes até com prazer.

Coisas que eu não como nem comeria:

- Cavalo. Aqui na França tem muitos açougues especializados em carne de cavalo, as “boucheries chevalines”. Até no supermercado tem, não adianta afirmarem que é muito saudável. Preconceito mesmo, mas não tenho coragem de comer;
- Órgãos internos de qualquer bicho (menos coração, vide segunda lista). Fígado, rins, cérebro, língua, dobradinha, sarapatel, buchada, e ainda de lambuja a “tête de veau” (cabeça de vitela). Parece que a tal cabeça é o prato preferido do presidente francês… ai, inda bem que eu não segui a carreira diplomática, acho que as relações Brasil-França seriam estremecidas se uma brasileira saísse correndo para o banheiro ao ver uma cabeça de bebê boi na mesa, com sua vinaigrette.
- Chouriço. Outra coisa que faz o maior sucesso por aqui, e que eu não consigo ver sem asco. Galinha de cabidela eu gosto, mas o tal linguição de sangue ? no way, José !
- Insetos, vermes, minhocas… só de pensar me dá engulhos. Minha mãe comia formiga frita quando era menina, e diz que é uma delícia. Tem jeito de deserdar mãe ?
- Gato e cachorro. Preconceito ? é sim e pronto. Não como.
- Yakult. Pois é, bring on the tar and feathers. E ainda por cima me recuso a ser responsável por um genocídio de lactobacilos !
- Pequi. Não adianta, nunca provei nem quero provar, apesar da pressão do lado goiano da família (do lado cearense tb, que minha mãe adora !), que não entende como alguém pode ter horror até do cheiro dessa frutinha extraterrestre.
- Jaca. Outra coisa que eu nunca provei nem quero provar, por causa do cheiro enjoado. E pela aparência gosmenta e escorregadia… outra fruta extraterrestre !

Coisas que eu como, já comi ou comeria apesar de muita gente achar nojento:

- Ostra crua. Fiz as pazes com o tal molusco, apesar de nunca comprar em casa, é caro e dá trabalho demais abrir as conchas ! e ainda por cima sou a única a gostar, já que namorido não quer nem saber daquela aquela meleca cinzenta, viva e gelatinosa.
- Foie gras. Outra coisa que não suportava mas acabei gostando… evito, porque morro de pena do sofrimento dos bichinhos… mas gosto!
- Queijos fedidos e mofados. Roquefort, bleu, brie, camembert, reblochon, comté, o munster que tem um cheiro de chulé pavoroso, a raclette fedorenta, divertida e maravilhosa… you name it, I love it.
- Cobra, jacaré, rã… répteis em geral. Cobra eu nunca comi, mas acho que não demora… minha mãe, que recém se mudou para Pequim, teve um piripaque ao ver, no super, bandejinhas de carne de cobra. Mas jacaré e rã, não morro de amores mas não desmaiei ao comer.
- Coelho. Não falei que é tudo preconceito ? Não gosto muito (acho a carne meio adocicada), mas como sem problemas.
- Escargot. Também ainda não comi, mas já vi tanto por aqui que estou ficando curiosa… além do mais, ele é servido com taaaaanta manteiga de alho que o próprio bichinho deve sumir ali no meio do colesterol.
- Coração de galinha. No Brasil não deve chocar ninguém, mas aqui é difícil de achar e quando consigo, a caixa do supermercado me pergunta se eu estou levando pra dar pro gato. Em compensação, os franceses amam moelas e fígados de ave, de preferência conservados em banha de pato. Como dizia Raul Seixas, « quando acabar, o maluco sou eu ». Humpft.

E vocês ? :-)

5 comments:

Celinho said...

Bom, minha mãe também comia e adorava Içá e muita gente diz que é bom, mas..
Agora vc nao gostar de Yakult, esse néctar de lactobacilos que-Deus-deu/que Deus dá, é imperdoável.. =D
Sou um namorido baratinha.. nao gosto de camarao nem de ostra ;-)

Mani said...

Eu disse pra Ligia não como nada da lista dela, e nem da sua..Também não como sua lista de comíveis...É, sou enjoada mesmo! Um mistério eu ser tão gorda!!!

Ana said...

Ei, moça de Paris! Daqui do meu blog soturno, a uma semana de embarcar pra Paris, venho aqui te convidar pra um café por aí. Eu tenho lido você por tanto tempo, e agora parece um programa, no mínimo, inusitado =]
O acaso funciona muito melhor pra fazer se esbarrarem pessoas com alguma coisa em comum depois da internet, não acha? ;)
Posso ter seu e-mail? O meu é: apmanga@yahoo.com

Au revoir!

Srta. Bia said...

Eu sou chatíssima com comida, mais que isso, hiper mega chata. Na verdade eu só como o tradicional, aquilo que todo mundo está acostumado, se fugir disso eu fujo também. Por exemplo, a francesinha li, nem chegaria perto...rs.
E menina, esse blog anda super culinário, não? ;-)

Carolina said...

Celinho: eu tb não sou muito high maintenance, a ostra e o foie gras eu espero pra comer quando pessoas ricas nos convidam para jantar! :-D
Mani: ah, Mani, eu duvido que vc seja, mas no meu caso ta ai na lista a razão de EU ser tão gorda.
Ana: ja te escrevi viu moça?
Srta. Bia: eu sempre disse que isso ia virar um food blog... rs. Mas você não tem um pouquinho de curiosidade por comidas so levemente diferentes? Eu acho uma delicia descobrir novos sabores, mas não no estilo "deixa eu provar essa minhoca com cebolinha e manteiga, deve ser bom" :-D